Tempos de infância

Afinal, quem nunca um dia sentiu aquela saudade enorme dos tempos de criança. Aquele tempo em que tudo era brincadeira, tudo era festa e as preocupações não tinham tanta importância nem espaço para tanta coisa à descobrir.
Somente quando crescemos é que nos damos conta desse tempo.
A vida na cidade grande, cheia de desafios, de metas, de resultados a cumprir nos afasta de nós mesmos. Começamos a perceber as coisas de um modo diferente, de um modo mais duro, mais seco, sem aquela ”magia” que nos rodeava quando mais jovens.
A busca por resultados nesse mundo capitalista nos faz mudar bruscamente, mesmo que não queiramos. A necessidade natural do homem prevalece, de querer sempre o melhor. Isso se traduz numa incansável corrida na sociedade para o acúmulo de riquezas, para uma disputa na qual o indivíduo mais adaptado permanece na luta, enquanto os ”fracos” são jogados ao relento. Há quem concorde, há quem discorde, mas somos assim.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s